Mensagem do Presidente do 22º Congresso das Comunicações


Desde o início do seu mandato, a Direção da APDC tem insistido na necessidade de olhar para o sector de forma holística e abrangente. Por duas razões fundamentais:

- Porque está convicta que as TIC e  New Media têm um papel de tal forma ubíquo em todos os domínios da Economia e da Sociedade que obrigam o sector a participar, de forma ativa, numa reflexão que se quer permanente e de horizontes largos sobre um modelo de desenvolvimento para o país. Um modelo que permita materializar o desígnio de um Portugal simultaneamente mais competitivo e equitativo.

- E porque, sem falsas modéstias, está convicta que a APDC conquistou - graças aos esforços acumulados de todos quantos fizeram a sua história - um lugar na sociedade civil portuguesa que a responsabiliza e a obriga a ser, muito mais do que uma simples voz corporativa, uma força de "agendamento do futuro" em Portugal.

É nesse contexto que se enquadra o tema do 22º Congresso das Comunicações: "Um Mar de Oportunidades".  O objetivo é usar o tema de forma metafórica, para enquadrar uma discussão que se quer virada para o futuro num momento em se assume como prioritário para a Sociedade Portuguesa começar a refletir sobre os modelos de crescimento, depois de em 2011 e 2012 o País se ter concentrado na temática do esforço de ajustamento. E de salientar a capacidade de agendamento da APDC relativamente aos grandes temas que podem marcar decisivamente o futuro de Portugal.

Sem prejuízo deste sentido eminentemente metafórico, será ainda abordado o tema da Economia do Mar, com todas as potencialidades que apresenta como desígnio nacional gerador de valor. E sobre qual o papel das TIC como ferramenta de consolidação deste desígnio. Num país que apresenta um enorme potencial natural, baseado na sua dimensão e geografia, o mar assume-se cada vez mais como um sector de enorme crescimento num mundo cada vez mais globalizado, transformando-se numa economia inovadora e geradora de um mundo de valor.
A IMPORTÂNCIA DAS TIC NO MARSmiley face
TIAGO PITTA E CUNHA

O presidente do 22º Congresso das Comunicações, Tiago Pitta e Cunha, é um conhecido especialista no tema do Mar. É acérrimo defensor do desenvolvimento dos negócios do mar, quer no turismo, nas pescas, na energia e na biodiversidade, como uma das grandes e novas oportunidades de desenvolvimento e futuro do País. Consultor da Presidência da República para os Assuntos da Ciência, Ambiente e do Mar, tem desenvolvido uma carreira profissional dedicada a esta área. Entre 2004 e 2010, foi Membro do Gabinete do Comissário Europeu para os Assuntos Marítimos e Coordenador da nova Política Marítima Integrada da UE. De 2003 a 2004 foi Coordenador da Comissão Estratégica dos Oceanos, um grupo de trabalho de alto nível nomeado pelo Primeiro-Ministro para redigir uma política nacional para os oceanos. Foi representante de Portugal na Convenção do Direito do Mar das Nações Unidas, na Autoridade Internacional dos Fundos Marinhos e no Processo Consultivo Informal das Nações Unidas sobre Oceanos e Direito do Mar. Representou Portugal e os demais Estados Membros da UE nas Nações Unidas na área dos assuntos marítimos durante as presidências portuguesa e francesa, em 2000. Nas Nações Unidas foi, entre 1999 e 2002, Conselheiro na Missão Permanente de Portugal e em 1998 Delegado à Assembleia Geral. Entre 1995 e 1996, foi Assessor do Presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas.

Patrocinadores